Para defender a oficialização do Dia Nacional do Profissional de Eventos, Leila comparece à audiência como uma das diretoras da ForEventos

Na última quarta-feira (14/12), Leila Bueno sócia-diretora na empresa BUENO, foi convidada para representar a atual presidente da ForEventos – Fórum das Entidades do Setor de Evento, no plenário da câmara dos deputados, em Brasília. A audiência tinha como  principal objetivo solicitar a oficialização do “Dia Nacional do Profissional de Eventos”.

A ForEventos na qual Leila Bueno faz parte da diretoria, nasceu para aglutinar informações, atividades e entidades associativas que tratam de eventos e turismo. É um fórum em que se discute pautas de assuntos transversais, avaliando e debatendo assuntos relevantes do setor.

Por também ser presidente da ABRAFEC (Associação Brasileira dos Fornecedores de Cenografia), Leila foi convidada para compor o corpo diretivo. A audiência solicitava apoio à  oficialização do “Dia Nacional do Profissional de Eventos”, que, atualmente, é reconhecida em São Paulo, em 30 de abril.

Essa é a data em que se marca o aniversário de nascimento do Dr. Caio de Alcântara Machado, pioneiro nacional do setor, parecendo perfeitamente justificável para essa comemoração.

O requerimento da oficialização é pautado em dados que revelam um crescimento de 14% ao ano, aumentando a sua participação no PIB brasileiro de 3,1% em 2001 para 4,32%, em 2013, gerando R$ 209,2 bilhões. Além disso, o setor de eventos é responsável por 7,5 milhões de empregos diretos, indiretos e terceirizados e contribuiu com R$ 48,69 bilhões de impostos.

Para Leila Bueno ter a oficialização nacional do dia deste profissional de eventos é um grande reconhecimento. “Todos trabalham incansavelmente em áreas distintas e de extrema responsabilidade. O setor de eventos não permite adiamentos, nem tão pouco a subestimação do detalhe, então, cabe ao profissional do setor ter uma visão técnica, apurada e sistêmica. Como são várias profissões envolvidas, esse dia será a consagração desses profissionais que merecem todo nosso respeito e admiração”, afirma.