Lembra daquela frase: “A primeira impressão é a que fica”? Então… em uma época onde somos bombardeados por diversas informações, conquistar o consumidor com a primeira impressão é indispensável, principalmente, quando o assunto é cenografia a favor do marketing.

Nos últimos anos, as empresas têm buscado uma nova estratégia de marketing para fidelizar e conquistar novos clientes. Tudo isso, se deve à forma como elas querem se comunicar. Foi-se o tempo do: “você tem que comprar”, hoje a ideia é: “você tem que viver”. Pensando de um jeito mais humano, saber quem compra o seu produto é indispensável para criar uma ação que fique na memória do seu consumidor.

As ações de Live Marketing são ótimas formas de conhecer os seus consumidores e entregar uma experiência que desperte sensações únicas para cada pessoa. A cenografia vai muito além da intervenção no espaço. É um recurso, que bem idealizado, conduz à experiência da marca, possibilitando total conexão às ativações da comunicação, deixando de ser simplesmente uma bela decoração, e, se tornando em uma das ferramentas de comunicação da marca. Segundo Leila Bueno, sócia-diretora comercial da empresa BUENO Arquitetura Cenográfica: “Live marketing, o fazer ao vivo, são ações que fazem as pessoas viverem essas experiências e transformá-las em um momento memorável”, comenta.

Formula 1 – Shell V-Power

Fazer com que as pessoas vivam momentos inesquecíveis parece ser uma tarefa difícil, mas é mais simples do que se imagina. Dois fatores são essenciais: criatividade e execução. Um trabalho criado a quatro mãos pela BUENO e o Marketing da empresa Shell, resultou no espaço da área D Shell-Ferrari, na Fórmula 1, no autódromo de Interlagos. A ideia foi fazer com que  as pessoas, no local pudessem se sentir dentro do motor do carro de Fórmula 1. A experiência não parava por aí. A entrada do espaço era feito por um túnel, dando a ideia de um tanque de gasolina, onde quem entrasse se sentia parte do combustível da Shell V-Power. A cenografia também continha uma intervenção com projeção mapeada que reproduzia imagens tanto nos detalhes do motor em funcionamento, como no teto com imagens de interferências externas dando um tom de realismo para quem estivesse presente.

Cenografia de live marketing do evento de Formula 1, Shell-Ferrari

Cenografia do Live Marketing do evento de Formula 1, Shell-Ferrari

Tupperware

O case “40 anos de Tupperware no Brasil”, em 2016, teve como objetivo criar uma grande exposição de produtos em um ambiente contemporâneo, que remetesse a uma cozinha interativa, na qual cada produto deveria estar exposto, contando uma história e despertando sentimentos e lembranças na vida das pessoas. Um mini corredor continha uma linha do tempo e mostrava o início da marca, além de um telão com fotos que indicavam os funcionários que já passaram pela empresa.
Produtos de várias épocas ficaram expostos e o visitantes puderam tocar em cada um deles. O principal objetivo desse projeto foi mexer com a memória afetiva dos convidados e provocar uma identificação emocional com a história da marca. Afinal de contas, esses produtos existem desde a época dos nossos avós. Quem lembra das reuniões que as  mães faziam em casa para mostrar as novidades da Tupperware?

Cenografia live marketing do evento 40 anos de Tupperware no Brasil

Cenografia live marketing do evento 40 anos de Tupperware no Brasil

Estes e outros cases do Brand Experience nas ações de Live Marketing tem como objetivo emocionar, despertar sensações, sair do óbvio. Isso tudo faz com que todos possam se sentir mais próximos da marca, de forma que se identifiquem e se familiarizar com os valores e missões da empresa. A BUENO trabalha muito com arquitetura sinestésica e partindo desse princípio é possível afirmar com a expertise de quem sabe o que faz: Eventos só são efêmeros quando o seu objetivo não faz sentido às pessoas. Então, a arquitetura cenográfica precisa ser pensada, executada e, principalmente, sentida, para que dentre tantas, a sua ação seja aquela que se tornará memorável na vida do seu consumidor.