Em noite de gala, empresa especializada em arquitetura efêmera é reconhecida com cases que evidenciaram inovação e criatividade

Ambiente descontraído mas sem perder o requinte que uma noite de gala merecia. Profissionais de várias áreas do mercado sorrindo, interagindo e batendo papo. A 18ª edição do Prêmio Caio, cerimônia de premiação mais influente da indústria de eventos e turismo no Brasil, aconteceu no dia 12 de dezembro, no Expo Center Norte, capital paulista.

O encontro reconheceu 30 melhores empreendimentos do Brasil, 21 personalidades, os 3 melhores Destinos para Eventos Nacionais e 110 cases, dos quais a BUENO Arquitetura Cenográfica participou concorrendo com 8 projetos inscritos.

Quem consegue transformar espaços e fazer com que uma situação seja inesquecível não poderia deixar de ser reconhecida e, realmente, não foi.  Na categoria cenografia, a BUENO que estava representada pelos colaboradores e clientes amigos, levaram para casa dois jacarés de bronze. O evento Brasil em Código com o cliente GS1 e o evento Seta Experience Hinode com a agência Badah Comunicação.

Para Leila Bueno, sócia-diretora comercial na empresa BUENO, essa premiação é muito importante porque vem para prestigiar todos os envolvidos. “Acho que a gente trabalha duro o ano inteiro e, de certa forma, conseguimos reconhecimentos dos clientes pelos cases. Só que uma premiação assim serve para endossar o nível de excelência. Realmente ficamos muito felizes e sem dúvidas é muito gratificante”, afirmou.

Segundo o publisher da Revista e Portal Eventos, Sergio Junqueira, a  BUENO conseguiu desenvolver uma arquitetura cenográfica que serviu como um diferencial no evento. “No ano em que o Prêmio Caio chega a sua 18ª edição a cenografia da Bueno mais uma vez teve um papel imprescindível no desenvolvimento e execução de um trabalho belíssimo. Usando a versatilidade do design em tecidos, a cenografia nos remetia à sustentabilidade, com um ar sofisticado que valorizou muito a Noite do Jacaré”, ressaltou.